8 de jan de 2013

Encantamento

A vida tem lá a sua graça... Tem sim.
A cada dia, a cada degrau somos testados... Provas e mais provas.
Andei pensando de alguns dias pra cá nas mal traçadas linhas que escrevemos no livro da nossa história. Por que ousamos nos cobrarmos??? Caspita, estamos vivendo esta vida pela primeira vez!!! Tudo, na sua primeira vez, corre o risco de não dar certo. Certo??? Errado!!! Não pode dar errado. Somos cruéis com a nossa existência... Queremos acertar sempre, e já começamos errando.
Bom... Algumas pequenas coisas deram certo. Pela última trilha que ousei passar, pude encontrar pessoas que falavam a mesma língua.
Pessoas com o mesmo ideal. Resgate do ambiente, cultura, educação e da essência perdida... Com estas pessoas ao lado, nada poderia dar errado... Ficou mais fácil!!! Fato, nas veias de Sete Lagoas, corre sangue do cacique Seattle. Cura do corpo... Cura da alma... Cura da esperança perdida... 

Como não se apaixonar por este chão??? Como não se deixar levar pelos amigos que fizemos e faremos??? O fascínio pelo novo protegida pelos anjos que encontramos pelo caminho, enche-nos de esperança... Pode dar certo, SIM!!!

Sete Lagoas tem alma caipira, histórias nas entranhas dos seus casarões, cheiro de arte, dança de roda, cores e texturas, maravilhas nas curvas das suas lagoas e tem em especial o que mais me fascina, Santa Helena nos abraçando dia e noite, em silêncio, e ela está lá, destemida junto aos seresteiros, a lua e as estrelas!!! 

Concluo (se é que posso concluir alguma coisa): Neste pedaço de chão, existem pessoas que veem o mesmo cenário bucólico, verdadeiro e real.


Perdoe-me Ubá, “cidade carinho”, da qual tenho muito orgulho de dizer que sou filha mas esta aqui, também, é a minha cidade! 
Sete Lagoas durma tranquila, neste chão tem pessoas encantadas por ti. Valeu demais pessoal!!! 

Alê Casarim   www.daltonandrade.com