28 de ago de 2011

Nasceu dentro das normas da ABNT NBR 9050:2004

Engraçado como o mundo dá voltas... quando o blog nasceu na minha vida para suprir uma necessidade de falar para o mundo (ainda me reabilitando de uma pequena cirurgia)...escrevi no dia 30/06/2010  sobre Inclusão Social e hoje, graças ao suporte e confiança de grandes amigos, pudemos concluir o primeiro de muitos projetos dentro da ABNT NBR 9050:2004 (que os céus nos abençoem e que os anjos aprovem!!!)  Este projeto é de todos nós!!!

30/06/2010

20 de ago de 2011

Mundo - Divã as claras....


Mundo, um dia te entendo...

As vezes sobram razões e faltam oportunidades...

Outras vezes  transborda o desejo e falta coragem...

Tem tempos que são vários caminhos e apenas  uma alma...

"Vez por outra tem só uma direção e dez dedos pra apontar!!!

Sobram palavras desordenadas e falta uma de consolo..."

Aff!!! Um dia te escrevo por inteiro.

17 de ago de 2011

Desabafo: Os "cabeça dura".

Por mais que o profissional que estudou anos a fio sugere o mais sensato, tem pessoas que insistem
em seguir o próprio padrão.
Não tem jeito, são os "CABEÇA DURA"... Aff!!!!
Difícil trabalhar assim.
Porque contratam  o profissional se a receita já está incutida???
O preço sai mais alto ainda...por mais baixo que possa parecer.
Porque se aceita o desafio???
Que "relva"!!!
Já que não tem uma brecha de aceitação faça por si só e que não se  envolva profissionais na receita do bolo.
Façam o teste sozinho e não nos chame para provar.
É o mínimo!!!

12 de ago de 2011

Paulinho ou Boi da Manta? Um personagem que se mistura...

Muitas vezes, temos dificuldades para continuar lutando por um sonho, uma meta e até mesmo, pela vida. E parece que, à medida que as dificuldades vão aparecendo, damos menos importância para um objetivo que até pouco tempo fazia nossos olhos brilharem.  É o nosso balão esvaziando... As pessoas esquecem  que  são  responsáveis por estarem motivadas ou não...Sendo assim, ninguém pode motivar ninguém... Cada um deve ser responsável pela sua própria motivação. 
Os outros podem apenas estimular você... mas não motivar. 
Verdade?    Mentira!!!
Conheço um cara especial... Seu nome? Paulinho do Boi.
Cara simples, de uma essência como nunca vi igual. Aquele que veste a camisa e não retira nem para ir a uma audiência pública, mostra a sua cara por detrás de seus olhos brilhantes e apaixonados pelo o que faz...Traz na sua história de vida, bagagens simplórias e às vezes pesadas demais para um moço franzino. 
Paulinho...
Obrigada por fazer renascer em cada espetáculo, a criança que existe em nós...
Obrigada por nos lembrar, que a vida é passageira e o que vale é ser feliz!!!
Obrigada por nos presentear no seu aniversário, 
 a Festa é sua, mas o presente é nosso!
Parabéns Paulinho do Boi da Manta!!! Parabéns meu amigo!!! 

11 de ago de 2011

Itabira??? Difícil chegar...Universidade??? No meio do nada...



                                                                                                   Fotos: Alê/2011

3 de ago de 2011

Aceito.

A Decisão
Difícil em vários aspectos, mas sempre defendi que as pessoas devem ter a chance de passar por diversas experiências diferentes. Um profissional que passa a vida toda fazendo a mesma coisa, ou desempenhando o mesmo papel, nunca será um profissional experiente. A melhor forma de aprender é praticando, e praticar implica tentar...
Desafio - Realidade complexa
Incumbência - Mudar o cenário.

Objetivo - Claro. A chance de efetivar projetos paisagísticos juntamente com outros profissionais. Pode parecer idealismo, mas envolver pessoas sempre foi um objetivo pessoal que cultivei e continuarei cultivando. Ninguém se faz só.

Política - Medianamente consciente. Sei que a política define prioridades. Que muitas vezes as decisões políticas sobrepõem avaliações técnicas. Ponto. 
Confesso, sei muito pouco.

Meta - Uma cidade com mais vida, com pessoas orgulhosas de suas praças, avenidas, lagoas e serras.

Essência - Ir até aonde eu acredito. Passou disto, me retirar como entrei... Sem culpa, sem mágoa ou ressentimento.

Medo - Perder a confiança dos meus amigos porque de resto, nunca tive medo de nada.