28 de fev de 2011

8º. CONGRESSO NACIONAL DE MEIO AMBIENTE DE POÇOS DE CALDAS SE PREPARA PARA UM GRANDE ENCONTRO EM MAIO DE 2011

Os preparativos de um dos maiores encontros ambientais do Brasil começam a ser organizados e grandes nomes do meio ambiente nacional e internacional confirmam presença no 8º. Congresso Nacional de Meio Ambiente de Poços de Caldas que vai acontecer de 25 a 27 de maio de 2011. . Hoje com a vultosidade do Congresso Nacional de Meio Ambiente de Poços de Caldas e sua projeção em todo país, tanto os congressistas como os organizadores do evento, podem conferir a qualidade do Congresso, seus temas de abordagem e nível de palestrantes, que sem dúvida, é um dos pontos de destaque do evento. Além do Congresso, a organização nesta 8ª edição vai investir ainda mais na Feira de Meio Ambiente e trará para a cidade importantes empresas e entidades da área ambiental. Muitas novidades, dicas, materiais e inúmeras técnicas que valorizam e respeitam o meio ambiente serão apresentadas durante o Congresso. O evento vai contar também com apresentação de trabalhos científicos e com entregas de mudas de variados tipos de árvores. O Congresso ainda reserva grande novidades e surpresas para os amantes da natureza. As inscrições para participação no 8º Congresso Nacional de Meio Ambiente de Poços de Caldas abrirão dia 15 de janeiro e os interessados poderão inscrever-se através do próprio site http://www.meioambientepocos.com.br/
Maiores informações na GSC Eventos pelo (35) 3697 1551.

Congresso Nacional de Meio Ambiente - Tudo de Bom!



Fotos : Alê
Poços de Caldas

Relógio do Tempo - Poços de Caldas

Foto: Alê

Poços de Caldas - Praças





Fotos: Alê

25 de fev de 2011

Mais três minutos

3 minutos, foi o tempo para explanação na Audiência Pública.
Era muito a ser dito em míseros minutos.
Anotei dentre muitos, alguns pontos importantes que acho ser pertinente constar neste blog.
A parte espeleológica, geotécnica e  hidrogeológica  do terreno, ficou a desejar... a  área,  é de recarga e tem um valor incalculável - a de drenar toda a água pluvial da Serra, Jardim Arizona e entorno.
Mais 3 minutos...
Não tenho a devida competência, mas se tornando parque, vejo objetivos centrais a área:
1) Contribuir para o desenvolvimento econômico e social da cidade e região...
A região de Sete lagoas é hoje um dos principais centros de desenvolvimento econômico do estado de Minas Gerais e Brasil, com pólos industriais, siderúrgicos, tecnológicos e de pesquisa que são referências para todo o país. Em contrapartida a região enfrenta sérios problemas decorrentes do crescimento desordenado, da forte expansão urbana e da concentração de renda.
2)O ordenamento da expansão urbana...
Representa um importante fator para que não ocorra a degeneração dos recursos naturais o que pode colocar em risco a oferta destes recursos, como no caso específico do abastecimento e da oferta de água.
3) Preservar os recursos hídricos e naturais...
Evita-se assim problemas futuros no abastecimento de água para fins industrias, comerciais e residenciais, o que é primordial. O município  corre o risco de enfrentar escassez no abastecimento de água, uma “situação preocupante”.FATO: Os mananciais dependem diretamente da proteção e conservação da qualidade ambiental , para manter os níveis atuais de vazão, principalmente em suas regiões de serras e nascentes.
4) Conservar os patrimônios naturais da região...
Visar a melhoria da qualidade de vida da população e a proteção dos ecossistemas regionais.
5) Controlar as pressões urbanizadoras e atividades  industriais...
Compatibilizar as atividades econômicas e sociais com a conservação dos recursos naturais, buscando o desenvolvimento sustentável.
A APA, longe de ser uma área apenas restritiva e cerceadora, pode estruturar a região de forma a compatibilizar a preservação dos atributos naturais com o desenvolvimento econômico regional;
6) Incentivar opções alternativas de geração de emprego e renda...
Nas áreas de turismo ecológico, educação ambiental e esportes radicais, criando um novo nicho de expansão econômica que , ocorrendo de forma planejada, integra a ocupação do território e a preservação e conservação do meio ambiente.
7) O desenvolvimento do setor turístico...
Atividade promissoras no contexto sócio-econômico do país e por isto o governo federal e estadual deve contribuir para os investimentos em infra-estrutura e mão de obra para o setor . O Turismo pode gerar desenvolvimento econômico e geração de renda entre os segmentos envolvidos no processo de criação e implantação da Área de Proteção.

À SUPRAM CENTRAL - BH

Sete Lagoas, 24 de fevereiro de 2011.

O município de Sete Lagoas se destaca em Minas Gerais pela significativa influência de Mata Atlântica com Cerrado. Originalmente, a cobertura vegetal de Minas Gerais era constituída por dois biomas principais: Cerrado e Mata Atlântica, apresentando todas as suas fitocenoses (Conjunto de plantas que ocupam determinado habitat).
Em análise ao Relatório de Impacto Ambiental – RIMA do empreendimento BOULEVARD SANTA HELENA, de responsabilidade da EPO Engenharia, pode-se constatar que o inventário florestal está de acordo quanto ao eminente impacto negativo que o empreendimento poderá nos trazer : em 1 hectare,  há aproximadamente, 1250 árvores acima de 5 cm DAP ( diâmetro da altura do peito). Então, pretende-se desmatar 215 hectares somente na área de lotes, chegando a quase 300.000 árvores, sem contar, o sub-bosque com herbáceas e regeneração.
E a diversidade florística que existe na área?
E o  valor do pomar, 2ha e meio de frutíferas, de grande valor para a fauna?
E a importância das tipologias florestais para fornecer alimento, abrigo, água, não conta?
Na pg 45 do Diagnóstico da Flora do Inventário Florestal
• Foi feito um esforço amostral de 3 hectares inventariados: 60 parcelas de 10 x 50 metros, amostrando árvores acima de 15 centímetros DAP(diâmetro na altura do peito)
• Pasto com árvores (26,85 ha) + pomar (2,59 ha) + agrícolas (1, 86 ha): nesta área foram inventariadas 1017 arvores (103 espécies em 39 famílias).
• Floresta Estacional Decidual (9,14 ha) é a que se encontra nos afloramentos de calcário e nas encostas, não foi inventariada e está na área a ser doada.
• Cerrado/Cerradão (91,66 ha) lançaram 22 parcelas.
Então, o  projeto quer desmatar tudo, onde encontra-se o agrupamento de lotes a esquerda. Este, se encontra em  bom estado de conservação e representa quase 100ha.
• Cerrado/Floresta Estacional (63,73 ha) lançaram 18 parcelas.
• Cerrado em regeneração (64,5 ha) ou 60,37? Lançaram 20 parcelas
• Estas 3 áreas são propostas para ocupação urbana.
• Consideraram campo limpo a área que liga com o parque da Cascata acima dos fragmentos de mata (48,72 ha) Doação.
• Pg 223 Impacto na Flora Magnitude moderada? Severa!!!
• Áreas de recarga compreendem não só as encostas, mas as várzeas (afloramento lençol freático).
• Pg 240 Medidas Compensatórias??? Como, fazendo a supressão??? Coletando sementes, e replantando??
• SNUC Lei 9985/2000 Recursos do projeto para o núcleo de compensação ambiental do IEF...
 Vocês sabem como este $ é aplicado?
• Pg 241 Tabela 55 VER!! LEI 14309 Ecossistemas especialmente protegidos...
• Lei complementar SL 07/1991 – 10% (antigo parcelamento do solo urbano, defasado, a administração conseguiu manter impedindo o Plano Diretor democraticamente construído).
• 36% não é só a área verde tem também a APP que obrigatoriamente tem que ser preservada.
• Este condomínio não pode ser considerado de interesse social???UM PARQUE!
• Pg 56 Informação de que a consultoria procurou a secretaria de meio ambiente para obter o zoneamento da APA e não conseguiu o documento. Cita a ciência de que existe, mas não foi contemplado no estudo.
• Pg 127 ZEU II Áreas não parceladas que permitem uso e ocupação urbana Macrozoneamento Lei Complementar 109 Revisou o Plano Diretor Municipal de Sete Lagoas.
Finalmente, tendo em vista o acima exposto, venho pela presente solicitar, que o Estudo de Impacto Ambiental que embasa este processo de licenciamento, SEJA INDEFERIDO!!! Uma vez que a área apresenta importância extrema florística Ecótones aonde ainda, temos uma biodiversidade maior que a dos biomas em transição, pois nela se encontram espécies de ambos os biomas , sendo assim uma área prioritária para conservação florística e faunística, não podendo dessa forma servir ao embasamento para concessão de Licença Ambiental nos termos da lei.
Atenciosamente,
Alessandra Casarim Corrêa
Acima de tudo, cidadã comum de Sete Lagoas...

17 de fev de 2011

Alguém explica isto?

Este ano vamos passar por quatro datas incomuns ....
1/1/11, 1/11/11, 11/1/11, 11/11/11 e tem mais!!!
Agora o que achei loucura: pegue os últimos 2 dígitos do ano em que nasceu mais a idade que você vai ter este ano e será igual a 111 para todos!
(recebido via email, autor desconhecido)

11 de fev de 2011

Projeto Boulevard, cadê você!!!

Novamente, nenhum croqui ou projeto do Boulevard Santa Helena foi apresentado a não ser, os projetos que o "renomado arquiteto"como foi apresentado, Gustavo Pena explanou. Dentre eles, os de Mariana, Nova Lima, Angola, Araxá, Betim e o Complexo Turístico Ambiental da Serra do Curral este, vale a pena consultar...sem comentários.
Depois, foi falado sobre o uso de ocupação do lote. Segundo eles, o novo proprietário terá que reservar 40% do mesmo, para área permeável.
Bem, se a realização do projeto sair com a mesma morosidade da apresentação do croqui ou anteprojeto, podemos ficar tranquilos. Até aonde tivemos acesso,  foi feito apenas um rabisco com... bem...hum...sei lá...parece um cículo com um machado no meio...não entendi...alguém poderia explicar???

9 de fev de 2011

PRAD Lagoa da Chácara foi definido por SANCHES (1995)

Professor Marcelo, fazendo jus aos seus estudos...
Dentre as espécies mais comuns na área da Lagoa da Chácara, podemos citar as seguintes:

Cerrado
ü Tingui (Magonia pubescens)
ü Pau d’arco (Tabebuia sp)
ü Aroeirinha (Lithraea sp)
ü Araticum (Anona sp)
ü Pequi (Cariocar brasiliensis)
ü Bolsa de pastor (Zeihera digitalis)
ü Jatobá (Hymenaea stilbocarpa)
ü Pau terra (Qualea parviflora)
ü Carne de vaca (Roupala sp)
ü Cagaiteira (Eugenia desinterica)
ü Barbatimão (Stryphnodendron adstingens)
ü Pau santo (Kielmeyera sp)
ü Lobeira (Solanum lycocarpum)


Floresta estacional semidecidual
Coco licuri (Acrocomia aculeata)
ü Pau d’oleo (Copaifera langsdorfii)
ü Camboata (Cupania sp.)
ü Unha de vaca (Bauhinia sp.)
ü Jatobá (Hymenea stilbocarpa)
ü Capitão (Terminalia sp.)
ü Cipó timbo (Serjania sp.)
ü Lixeira (Davilla sp.)
ü Embaúba (Cecropia sp.)
ü Ipê (Tabebuia sp.)
ü Sucupira branca (Bowdichia virgilioides)


Fauna
Não foi executado um levantamento específico e detalhado da fauna da região. A lista de
espécies veio de conversas com os moradores da área. Como em toda a região de Sete Lagoas, nota-se a presença de seriemas, saracuras, jacus, nhambus, anus, gaviões, alma-de-gato, tico-ticos, sabias, juritis, gralhas, periquitos, maritacas, papa-capim, pintassilgos e beija-flores, entre outros.
Quanto à mastofauna, há indícios da presença de tatus, coelhos, preás, ratos do campo, macacos e micos, o que mostra a existência de suporte, indicado pela presença de matas.

Dados alarmantes...CONTENÇÃO DE VOÇOROCA
No entorno da área já existem processos erosivos não severos que deverão ser recuperados o mais breve possível para que estes não atinjam o ponto onde será difícil sua recuperação.
Deve-se evitar que a vazão de chuva entre para a área, pois nos pontos onde isto está ocorrendo o terreno encontra-se completamente desprovido de vegetação, o que favorece o aumento da erosão.O impacto pela chuva sobre o solo é de intensidade média e no solo nu a tendência é de aumentar. O empreendimento apresenta um processo erosivo mais severo, o canal de drenagem do leste da área, que não tem tendência a aumentar caso a vegetação for conservada no seu entorno conforme Estudo Pedológico feito por Luiz Marcelo Aguiar Sans.

Trecho da carta do Cacique Seatle ao presidente dos EUA,


"O que é o homem sem os animais? Se todos os animais se forem, o homem morrerá de uma grande solidão do espírito. "

Lagoa da Chácara RCA dez 2007

Alguns trechos...
Para a renaturalização do Córrego do Diogo será replantada a mata ciliar que foi destruída com 50 m a partir de sua margem com espécies nativas, objetivando garantir o cumprimento da lei, pois se existirem outras nascentes além daquela observada para o Diogo, as mesmas terão cinqüenta metros de raio de mata ciliar ao seu redor (Código Florestal - Lei 4.771 de 15.09.65).
...Na área se encontra a Lagoa da Chácara,( uma das  sete lagoas que dão sentido ao nome da cidade),
que será, também, renaturalizada com espécies florestais locais na sua mata ciliar, como determina o Código Florestal, e deve ser protegidapela lei por ser Área de Preservação Permanente (APP) e patrimônio da cidade.
...Outro ponto a ser visto é que a Lagoa serve como “Lagoa de Amortecimento” contra as cheias do Córrego do Diogo, que tantos problemas trazem a população.o empreendimento é uma área de nascentes, onde, mesmo nos meses de inverno estas brotam água a pequena profundidade, e por isto devem ser mantidas como áreas de preservação (Lei 4.771 de 15.09.65).Os solos que tem como vegetação Florestas Estacionais Semideciduais e foram desmatados já apresentam redes de drenagem com processos de erosão hídrica provocada pela ação da chuva. A atividade antrópica vem causando danos ambientais severos, tais como desmatamento, queima de pneus e deposição de lixo, retirada de solo para construções e bota fora.Como já citado anteriormente, a área vem sendo usada como depósito de lixo e como o lençol freático é bem próximo a superfície em quase toda a área, ao se continuar a depositar lixo no ambiente, há uma grande chance de contaminação deste lençol.
OBJETIVOS AMBIENTAIS E SOCIAIS
ü Revitalização do Vale do Córrego do Diogo;
ü Recuperação da Mata Ciliar do Córrego do Diogo na sua nascente, nos limites da área do do parque;
ü A perpetuação da lagoa da Chácara como ponto turístico com a sua completa recuperação e reabilitação e como “Lagoa de Amortecimento” contra cheias do Córrego do Diogo através do desassoreamento e implantação de caixa de retenção de areia e vertedouro;
ü Recuperação da Mata Ciliar da Lagoa da Chácara;
ü Urbanização e paisagismo no entorno da Lagoa da Chácara, com a construção de duas praças, com jardins, gramas e calçadas em pedra portuguesa;
ü Pavimentação do entorno da Lagoa da Chácara em calçamento de pedra tipo paralelepípedo;
ü Criação de espaço para uso recreativo e paisagístico da área verde, proporcionando lazer e descanso para a população;
ü Preservação ambiental de uma importante área patrimonial da cidade, com a proteção dos ecossistemas existentes.
Salienta-se que a melhoria da qualidade ambiental implica, diretamente, na melhoria da qualidade de vida da população. Destacando-se a possibilidade de criação de novos espaços verdes e de lazer e de áreas destinadas a expansão urbana ordenada.
Área de influencia direta – AIDCorrespondem ao território das micro-bacias hidrográficas passiveis de alteração ambiental por assoreamento de corpos hídricos ou enchentes.
Dez/2007

Dúvida: As leis mudaram ou é apenas a ganância do homem....

8 de fev de 2011

Quem não tem parque, caça com elogio aos parques dos outros...

Parque São João - Pedra Dourada
  1. Estive hj na cidade e achei muito bonita. É bom quando a cidade tem um prefeito de verdade que se preocupa com o lazer das pessoas que ali habitam. bem diferente de Carangola.enviado às 21:51 do dia 21 de Dezembro de 2010
  2. ELIZABETH FIQUEI ENCANTADA COM PEDRA DOURADA, PENA QUE CONHECI A CIDADE A NOITE, QUALQUER DIA DESSES VOU PASSAR UM DOMINGO NESTE PARQUE MARAVILHOSO. PARABÉNS À ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PELA BELEZA E ORGANIZAÇÃO DA CIDADE.enviado às 12:09 do dia 07 de Agosto de 2010
  3. Adelane Fico feliz de ver a cidade aonde morei por alguns anos tão linda dessa maneira. Tenho saudades. Um grande beijo a todos.enviado às 15:02 do dia 05 de Junho de 2010
  4. Renato que cidade linda,ficou muito bonita.mês que vem vou um grande abraço chauu....da cidade de cabo frio,Rj enviado às 18:53 do dia 02 de Junho de 2010
  5. Letícia Estive em Pedra Dourada ano passado a trabalho e me apaixonei pela cidade.Lugar hospitaleiro e lindo.Quero ter a oportunidade de passar um final de semana todo a descanso.Parabéns a cidade e que continue assim.beijos a todos !enviado às 00:38 do dia 25 de Maio de 2010
  6. Ranielly Parabens para todos os douradense como eu tenho orgulho de mora nessa tão linda cidade cauma bonita cheia de historia!!!!!!!enviado às 12:56 do dia 24 de Abril de 2010
  7. Rennata Conheci P. Dourada há um mê atrás...estava de férias em uma cidade próxima. Achei o parque uma graça...a academia ao ar livre bem legal...só não tirei fotos, pois estava um dia + pra chuva. A cidade é bem simpática e já ouvi falar muito bem das festas daí, aliás quando será a próxima? Avisem. Abraçoenviado às 00:55 do dia 29 de Março de 2010
  8. LIKA PEDRA DOURADA TORNA -SE A MAIS BELA CIDADE TURISTICA DA REGIÃO,É UMA HONRA RESIDIR NESSE PARAISO!... enviado às 09:31 do dia 22 de Março de 2010
  9. Miguel S. Cortes Adorei pedra dourada, pena que ainda não a conheço ao vivo. Mas em julho deste ano, 2010, irei lá, se Deus quiser. Peço se alguém souber o nome da música que toca quando mostra as imagens do parque são joão, que me mande por favor, ficarei muito grato. Obrigado! enviado às 22:48 do dia 13 de Março de 2010
  10. Giselle Parabéns por esta cidade linda e organizada, não sou moradora mais tenho muito vontade de conhecer. Já tinha escutado varios comentarios sobre a cidade mais depois de ver estas lindas fotos acredito que seja bem melhor do que ouvi enviado às 18:19 do dia 19 de Fevereiro de 2010
  11. Alguem Cidade nota 10000000000000000000000000000000000000000000000enviado às 19:33 do dia 01 de Fevereiro de 2010
  12. Admirado com Pedra Dourada Nossa cara essa cidade é lindaa queria tento morar aii -- Nota 100000 Parabens Administração tiro o chepeu pra vcs enviado às 19:31 do dia 01 de Fevereiro de 2010
  13. Alice Cidade maravilhosa......tenho orgulho de morar aki♥enviado às 11:44 do dia 29 de Janeiro de 2010
  14. José Luiz Apolinário Parabéns a administração de pedra Dourada e a população pela Linda Obras do Parque São João.enviado às 17:30 do dia 27 de Janeiro de 2010
  15. Karoll Nossa cidade e a administração sao 10 mesmo!!!enviado às 11:05 do dia 20 de Janeiro de 2010
  16. rogerio passei o domingo nesta cidade e apaixoneeeeeeeeeiiiiiiiiiiiiiii. parabens a administraçao e aos moradoresenviado às 12:25 do dia 18 de Janeiro de 2010
  17. Rosalia Toledo A Administração da cidade esta de Parabéns, realmente ficou lindo o Parque, Saudades desse cantinho!!!enviado às 09:18 do dia 18 de Janeiro de 2010
  18. Celia Riani Passar um dia aqui é bom d+. Venha e confira. Vale a pena. enviado às 21:01 do dia 15 de Janeiro de 2010
Que inveja boa!!!

Deu a louca no Céu...

O mundo da astrologia começou o ano  de pernas pro ar...ou para a cabeça principalmente das mulheres (fala sério!!! se a revista ou o jornal do dia está dando sopa na sala de espera, não conseguimos deixar de dar uma espiada...não é???)...  um estudo americano segundo o qual as mudanças no alinhamento da Terra teriam provocado alterações no zodíaco – Ophiuchus (ou Serpentário) passaria a integrar a lista de signos. Esta, porém, não é a primeira vez que esse signo tenta invadir o horóscopo. E, se hoje ele briga sozinho por seu espaço, em 1970 tinha a companhia de um 14º signo, o Cetus (se lembram?).

Revista VEJA  9/12/1970: Cetus e Ophiuchus
Potente e inabalável, Cetus (a grande baleia) lançou Carneiro para o lado e empurrou Touro contra os Gêmeos. No outro hemisfério, Ophiuchus (o matador de serpentes), sutil e insinuante, aproveitou-se de um descuido de Sargitário e Escorpião, que se viravam de costas, e se apossou de um confortável lugar entre eles.
A intromissão desses dois novos signos no quadro do zodíaco (segundo o astrólogo americano Steven Schmidt, as constelações astrais são 14 e não 12) transforma radicalmente uma secular instituição que já influenciou muita gente, e já deu lucros para muitos horoscopistas. Pois, de acordo com a tese de Schmidt, cada signo possui apenas 26 dias, e não 30 – mesmo que isso mude subitamente a personalidade da maioria dos cidadãos da Terra. No novo zodíaco, Jacqueline Kennedy, por exemplo, deixa de ser de Leão (agressiva e autoritária) em troca das características de Câncer (prolífera, passiva). "São mudanças absurdas", comentou o astrólogo paulista Omar Cardoso.

VEJA  26/1/2010: Tem confusão no céu da ciência e no da crença
O astrônomo americano Parke Kunkle, professor da Minneapolis Community & Technical Center, veio a público afirmar que está errada a interpretação dos movimentos celestes usada pela astrologia para determinar os signos de acordo com a data de nascimento das pessoas. O problema é que o céu muda. Pelo menos a porção visível do céu noturno. Isso significa, explicou Kunkle, que as constelações desenhadas pelos astrólogos 3 000 anos atrás para definir que meses e dias do mês correspondem a cada signo não são as mesmas do céu de agora. Assim, alteram-se as datas de alinhamento de cada signo e outra constelação deveria ser incluída no zodíaco, a de Serpentário
Na prática, isso significa que muita gente pertence a um signo diferente daquele a que julga pertencer. Como alguém que passou toda a vida acreditando ser do signo de Leão pode agora ser de Câncer ou um libriano ser informado de que deixou de sê-lo para ser regido pelo signo de Virgem?.

O Estado de S. Paulo, por Oscar Quiroga,
 "A tentativa de confundir signos e constelações é motivada ou por má intenção ou por pura ignorância. Francamente, a esta altura do campeonato, é imperdoável que os astrônomos continuem cometendo os mesmos erros a respeito do zodíaco".

Resultado: De Libra, passei a ser Virgem (de equilibrada a impulsiva) qualquer diferença É MERA COINCIDÊNCIA  ops!!! é mera INFLUÊNCIA - OPHIUCHUS (SERPENTÁRIO)

Só vou, se tocar o Enredo da Lagoa da Chácara

Grande Bingo Beneficente

Local: Igreja São Judas Tadeu (Rua Caiçara - Vapabuçu)
Data: 13 de fevereiro - domingo
Hora: a partir das 14 hs
Valor: R$ 10,00 (com direito a 5 rodas de R$ 1.000,00 cada)
Show com Saúva e Grupo Samba de Roda

Mais informações pelo 3772.9888 / 9236.8251

Só vou, se tocar o Enredo da Lagoa da Chácara
O ESTANDARTE DE OURO 2011, será do Enredo criado pelo nosso
"Homem da Selva Urbano" Ramon e na melodia  Saúva...
Ninguém pode negar...Deu samba e dos bons!!!