21 de jan de 2012

...“transferir para outrem o domínio de”

A partir do momento que o indivíduo não tem consciência da realidade que o cerca, não sente nem percebe o ambiente, automaticamente está transferindo responsabilidades e deveres... Neste caso, não tem porque questionar se houve ou se não houve interesse se nunca se interessou.   
..."domínio transferido para outrem" traz  uma leitura ligada à consciência política ou, mais exatamente, à inexistência dela, já que o próprio poder está sendo transferido a outro...
Talvez não tenha me feito entender por serem bastantes complexos  os romances de Saramago... Mas tem me  feito refletir  e a observar  a alienação dos povos perante seus governos que, ao invés de representarem os interesses daqueles, representam, na verdade, os seus próprios interesses, articulando discursos que divergem totalmente da prática política coletiva, e, por outro lado, podemos também detectar a reação de um governo opressor perante a ação lúcida de quase toda uma população em dia de eleições. É por meio da compreensão de como se dá esse processo alienante no indivíduo, visto em todos os seus mecanismos, que podemos visualizar sua superação, pois, assim, alcançamos a consciência ou a lucidez que nos leva à transformação necessária... 
Indico nesta linha, Ensaio sobre a cegueira (1995) e Ensaio sobre a lucidez (2004) de José Saramago
Tudo muito novo para mim mas, interessantíssimo!!! 

10 comentários:

Anônimo disse...

Está bem?
A prefeitura não está fazendo bem pra sua cabeça hahahaha
Já sabíamos que faltava um parafuso mas a cabeça inteira?
Põe complexo nisto!
Entendi nada.
Fala sério! Você entendeu?
Agora eu falo sério, não estou gostando nada nada da sua nova empreitada. Está se ferindo pra que? Saia daí enquanto há tempo. Lé, não vale a pena o seu sacrifício, as pessoas daí não estão nem aí pelo que faz ou deixa de fazer por esta cidade. Volte de corpo e alma pra casa da sopa pro seu blog que anda a ver navios e pra sua família. Poderia muito bem te mandar um email,te ligar, mas achei melhor escrever aqui assim todos ficarão sabendo que sua família te ama e que é teimosa que nem a mula Soim. Já que é ano de eleição, voto pela sua saída porque te admiro muito e não quero te ver sofrer.

Alê Casarim disse...

Hãn???
Eu que não te entendi...
Dá para explicar direito???
rsrsrsrrs....
A propósito, não se preocupe,estou bem "ainda", vou ficando... pelo menos por enquanto.
A mula Soim??? Aff!!! Tô empacada mesmo hein??? rsrrsrsrs...

Anônimo disse...

Pelo que conheço da Alessandra, ela pode até sair, mas jamais por omissão ou medo. Parabéns! Estamos começando a ver o resultado do seu grande trabalho. A academia foi o primeiro de grande envergadura (aposto que não foi sua a idéia daquela jogo da velha horroroso). Outros virão ainda mais.

Alê Casarim disse...

Anônimo apenas aqui né???..... Porque me conhece muito bem... (Estou curiosa...Dê uma pista???)
O projeto original sugere cor concreto no piso todo...
Com certeza a idéia do jogo da Velha ou dama, não foi minha...rsrsrrsrs...

Alê Casarim disse...

Estou pensando em postar o projeto original, para que não haja dúvidas.

Anônimo disse...

Apostei e ganhei.

Ramon Lamar disse...

Alessandra, siga em frente. Seu trabalho está sendo reconhecido sim, e muito.
Quanto ao piso, se estão falando do piso da Lagoa da Boa Vista, o projeto original é todo cinza mesmo. Tentamos incluir uns grafismos em preto e vermelho (concreto usinado colorido) mas disseram que já estava tudo orçado. Certamente não era jogo da velha. Na proposta para o local próximo ao palco, onde hoje ocorre a feirinha, havia a ideia de um quadriculado como uma sombra do porticado rebatida no chão. Mas eram apenas rabiscos para uma discussão inicial que não aconteceu pelas razões da SEMMA e dos outros órgãos envolvidos.

Frederico Dantas disse...

Alessandra.

Nada a ver com o post, mas é um assunto que talvez ré interesse para ser explorado em suas aulas.

Abs.

http://the-rioblog.blogspot.com/2012/01/valo-grande-historia-de-um-desastre.html

Alê Casarim disse...

Ramon,
Obrigada pelo seu apoio...
Quanto ao piso que o anônimo se refere, não é o da paginação que vocês desenvolveram para área da feirinha e sim do projeto realizado para a área que recebeu os equipamentos para exercícios físicos. O projeto original pedia cor concreto em seu piso...Mas tudo bem, pelo menos o projeto saiu.

Alê Casarim disse...

Fred,
Vou viajar por este site... Obrigada