23 de jun de 2010

Projeto Paisagístico

Projeto Paisagístico

Em várias profissões elaborar um projeto é fundamental, pois ele conterá todas as informações necessárias para a realização acima de tudo, de um sonho. No paisagismo não é diferente. O projeto é realizado, de forma a atender todas as expectativas do cliente. É preciso que haja uma sintonia entre o paisagista e o cliente. Assim, o profissional passará a compreender todos os seus gostos e o que realmente ele espera de um jardim. É feita a analise do estilo arquitetônico, os tipos de solo, o clima predominante, a exposição ao sol e sombra, a disponibilidade hídrica, a topografia e presença de crianças, idosos, deficientes físicos ou animais domésticos. A partir daí, o perfil é traçado levando em consideração, todas as características da área do jardim.
Neste momento, o paisagista pode brincar com formas orgânicas ou simétricas, volumes e composições das vegetações, mas sempre preocupado com a harmonia no resultado final. Para valorizar o jardim, podem fazer parte do projeto fontes, pérgulas, redários, esculturas, pomares, cascatas, hortas, playground, quadros vivos além de mobiliários e materiais para áreas externas que proporcionam agradáveis ambientes. Depois que a forma do jardim está definida, o próximo passo é a escolha das espécies. Estas escolhas fazem parte de um processo que exige muito estudo e conhecimento acerca das plantas.
Assim, é elaborado um anteprojeto, a ser apresentado para o cliente. De posse deste trabalho, ele passa a ter uma noção de como ficará o seu jardim. O paisagista explica com quais conceitos trabalhou e o porquê de cada espécie, o seu posicionamento e o seu porte. Neste momento, ele também poderá ter a noção de quanto custará a execução deste jardim. Neste momento, ainda poderá ser feito modificações no anteprojeto a pedido do cliente. São os ajustes finais.
Tudo aprovado, o paisagista se dedica ao projeto executivo, no qual detalha cada procedimento: espécie, quantidade, adubo porte e quantidade da vegetação, cuidados no transporte, espaçamento entre as plantas e cuidados no preparo do solo. Durante todo este processo, o paisagista poderá trabalhar em parceria com profissionais nas áreas de iluminação e irrigação, atendendo aos efeitos sugeridos por ele.
É muito importante deixar claro que, por se tratar de um projeto, ele pode ser executado em partes. Se depois de contratar um paisagista para fazer um projeto, o cliente chegar à conclusão que os custos ficarão além de suas expectativas, ele pode optar em realizá-lo parcialmente. Vale lembrar que os valores podem ser reajustados variando-se, por exemplo, o porte das plantas ou a quantidade das mudas. Somente com um projeto em mãos é possível fornecer estes dados.
Como se vê, é grande a importância de um projeto paisagístico. Não basta simplesmente comprar algumas espécies chamar um jardineiro e plantá-las. É preferível gastar um pouco mais no projeto para não ter dor de cabeça futura. Com um projeto bem elaborado, o gasto previsto é com a manutenção do jardim.

Alessandra Casarim

Nenhum comentário: