23 de abr de 2011

PROFESSOR: Profissão em Extinção.

..."Em quatro anos o número de formandos em cursos que preparam docentes cai 50%".
Informações divulgadas pelo Censo do Ensino Superior, realizado anualmente pelo Ministério da Educação, revelam que entre 2006 e 2010 os alunos que concluíram cursos superiores em Pedagogia e Normal Superior foram de 103 mil para 49 mil, o que comprova o desinteresse dos jovens pela carreira.
Quem nunca ouviu..."Quem experimentou a dose de ser professor nunca deixará de sê-lo". Verdade, mentira? Verdade! Se, vivemos hoje a sala de aula é pelo amor a profissão, nada além disto.
Respeito, salário e prestígio...O que é isto? Olha que nem entrei no quesito: Segurança.
Frases como:"Professores não são mal remunerados, são mal casados” ecoa na minha lembrança... ou pior, "Farei pela educação".
Parece o clássico... "É um pássaro, é um homem, é um avião? Não! É apenas mais um Candidato que usa a educação nos seus discursos patéticos como todos aqueles que já ocuparam cargos!".
Até quando ouviremos as mesmas "balelas e blá-blá-blás" e pouca ou nenhuma ação? Até quando?

8 comentários:

Anônimo disse...

Professor Dino.
Dinossauro!!!
Minha homenagem.
Abraço Lino

Anônimo disse...

E o salário...ó!!!

Anônimo disse...

Nunca! O candidato eleito só pensa no próprio umbigo e da prole. Concordo com você, professor esta em extinção e vaI PIORAR PODE CRER.

Anônimo disse...

Desisti de ser professor depois de ser ameaçado por um aluno que ficou em recuperação.
Tomo medicamentos e faço terapia.
NLM

Anônimo disse...

Também deixei de ser professora.
Amava o que fazia, mas não tive escolha.
Recebia pouco, sem nenhuma ajuda de custo ou plano de saúde decente.
Vergonha Nacional!
Professor tem que mendingar por material, por equipamentos decentes, por sala de aula limpa,e por direitos. Deveres cada vez mais a sociedade delega a este profissional.
Os garotos chegam sem nenhum princípio, sem qualquer educação, muitas vezes armados.
Triste o que acontece no nosso país.
Amanda Delgado - Niterói/RJ

Ronaldo Teixeira Abreu disse...

Concordo com você "gênero, número e grau. Professor, cadê o respeito? Cadê o autoridade de sala? Muitos pacientes professores recorrem aos psiquiatras...parece muito? Não! Casos de militares que tomavam drogas para trabalhar são vistos hoje, na classe dos docentes. Reflexo do desinteresse a classe que educa e que transfere todo o seu conteúdo por míseros trocados.O professor que quer se atualizar, fazer um mestrado, tem que ser rico. Hoje este canudo não sai por menos de R$8.000. No meu caso, terei que trabalhar no limite, 10 meses sem adoecer, comer ou vestir. Família? Já desisti! Mal consigo sobreviver. Valei-me Deus!
Por Ronaldo Teixeira Abreu - Professor em PROFESSOR: Profissão em Extinção. às 14:46

SLeite disse...

Reipeito aos professores, é o mínimo!
Mínimo salário,
Minimo recurso,
Mínimo prestígio.

Como Brasileiro, peço desculpas.
Deus abençoe a todos!
Samuel Leite

Madalena/Geografia disse...

Dizem que recebemos no 5 dia útil.
Mentira!
Quando recebemos, ajoelhamos no bago de milho, porque é milagre!
Peçam por São Judas - Santo das causas impossíveis.
A que pé chegamos.
Rogai por nós, professores.
Madá