27 de jun de 2011

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NAS ESCOLAS


A degradação em que o mundo se encontra, tem provocado a fomentação e a preocupação a respeito dos desequilíbrios causados pela ação antrópica ao meio ambiente.
A interação entre o homem e o meio, ultrapassou a questão da simples sobrevivência.

Ao contrário de outros seres vivos, que para sobreviverem, estabelecem naturalmente o limite de seu crescimento e conseqüentemente o equilíbrio com outros ecossistemas onde vivem, o homem  tem dificuldade em estabelecer o seu limite. Surge então, a fronteira entre o conhecimento e a ignorância humana, principalmente quando se trata da preservação do Planeta Terra.
Evidencia-se portanto, a importância de sensibilizar o homem, para que aja de modo ecologicamente responsável.
Faz-se necessário a educação ambiental inclusiva. Onde, o indivíduo e a coletividade possam construir valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do meio ambiente. Onde, possam também, desenvolver ações educativas de proteção, recuperação e melhoria sócio ambiental, potencializando a função da educação para as mudanças culturais e sociais. Inserir a Educação Ambiental nas escolas é a saída no planejamento estratégico para o desenvolvimento sustentável.
Considerada a importância da temática ambiental e a visão integrada do mundo no tempo e no espaço, sobressaem às escolas com cadeiras destinadas a disciplina de Educação Ambiental. Esta, deve sensibilizar o aluno na busca de valores que conduzam a uma convivência harmoniosa com o ambiente, e demais espécies que habitam o planeta. Como agente social, o aluno, passa a analisar criticamente os princípios que tem levado à destruição inconseqüente dos recursos naturais e de várias espécies. Aprende que a natureza não é fonte inesgotável de recursos, que suas reservas são finitas e devem ser utilizadas de maneira racional como um processo vital e urgente.
Infelizmente, poucas escolas se enquadram no processo de inclusão ambiental para todos... Ainda fazemos e cobramos muito pouco pelo nosso Meio Ambiente ecologicamente equilibrado. 
Pensemos nisto!           
Alessandra Casarim      

9 comentários:

Anônimo disse...

Professores deveriam ser contratados em dedicação exclusiva de 8 horas diárias e 40 horas semanais. 4 horas seriam em sala de aula, 2 horas na preparação de aulas e as outras duas horas em treinamento, em conversas com outros professores para trocar experiências, em diálogos com a equipe profissional que teria em toda escola. Essa equipe seria composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos e psicólogos.

Aninha (Professora séries iniciais)

Celle disse...

Alê concordo plenamente.
"É de pequenino que se torce o pepino".
Educar o adulto é necessário mas, ja está cheio de vícios. A criança está rompendo as barreiras, está na hora de aprender!
Celle

Celle disse...

Alê, assunto muito importante.
Posso divulgá-lo no meu blog?
Celle

Alê Casarim disse...

Com certeza Celle...Use como quiser.
Abraços.
Alê

Anônimo disse...

Alê,
Você é dessas pessoas que nos deixam inquietos com o que acontece no mundo, em especial na mineirinha Sete Lagoas.
Você sabe falar como não nos acomodar com o que nos incomoda.
Agradeço as suas palavras que tiram o pó de nossas becas e nos colocam de pé para o sol.

Cristiano Resende

A. João Soares disse...

Alê e Aninha,

Felicito a autora e a comentadora por estarem a sentir este grave problema da humanidade. Concordo que já não se pode esperar mais para que as escolas se interessem seriamente pela preparação das crianças quanto aos cuidados com o ambiente.
E tem que se ir mais longe do que fazer decorar textos. É preciso interiorizar e pratica as boas regras em cada momento do dia. A tecnologia está ligada à degradação do ambiente. Fábricas, transportes, agricultura e criação de gado, em grande quantidade e por processos acelerados, danificam o ambiente, desde os terrenos, às águas atè à atmosfera.

Procuremos entregar o Planeta aos vindouros em bom estado, para eles e os sucessores terem uma vida saudável.

Beijos
João

Alê Casarim disse...

Obrigada João, pelo carinho...

Dê um pulinho no blog do Flávio...
www.flaviojose.blogspot.com
ele também postou sobre o tema
Abraços,
Alê

bruna r. disse...

Belo texto, mestra!

Pena que Educação e Consciência Ambiental são deixadas de lado em nossa sociedade.

Alê Casarim disse...

Bruna,
Não podemos desanimar...
Bjo,